A Face do mal


A cara do mal
autor Eleazer Souza


Queremos acabar com o mal
O problema é encontrar a cara do mal
Eis algumas sugestões se você está empenhado nessa tarefa
A cara do mal esconde na face quase angelical
Dos vendedores de fé
Esconde-se no olhar quase materno
Do político que em época de eleição
Destila leite e mel até que sua presa seja apanhada
Na cara do vendedor
Ao oferecer um produto ruim
Na face dos que podem e omitem
Na face dos que  querem
Mas não se decidem
Nas armadilhas das palavras bonitas
No discurso manipulado do domingo
No patrão opressor da segunda-feira
Nos juros altos dos que tem sede de poder
No poder dos que tem sede de matar
No assassino de almas
Aqueles que impedem uma alma de se desenvolver
E ser aquilo para que fora criada
No tempo do que sofre injustiça
No tempo rápido dos que momentaneamente
Experimentam a felicidade
Na anciosidade dos que não tem nada a esperar
E nos que esperam sem nunca nada receber
Do filho que é arrancado da mãe
Da mãe que paradoxalmente  abandona o filho
Do pai que não cumpre seu papel
Do sistema que não dá condições ao pai
O mal não vive as escondidas
Não mora nas cavernas dos morcegos
O mal não se esconde nos cemitérios
O mal não está nos filmes de terror
O mal mora no terror dos que não tem coração
O Mal, ah o mal está nas decisões erradas nos juízes
Nos julgamentos mal ouvidos
Na corrupção e no poder que dão ao dinheiro
O mal está na face quase modesta de um bem
Disfarçado de simplicidade embalado com papel
Brilhante oferecido com sorriso largo
E vendido em nome da guerra
Com produtos ingênuos que patrocinam
A morte de milhões.
Cuidado o mal pode estar sorrindo nesse momento pra você
Não deixe que qualquer sorriso te faça presa
Não deixe que o mal te faça cativo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E SE JESUS FOSSE NEOPENTECOSTAL?

baseado nos escritos de Salomão