Delirios do TEMPO

         Estou fascinado pelo tempo, na pratica pensamos em poder esquematizar, trabalhar dividir enfim dominar o tempo mas mesmo assim ele continua soberano. O tempo não é único, não é o todo, sem tempo não há passado, sem ele não haverá futuro, e sobre o futuro só o tempo poderá dizer o que haverá. Dominar o tempo, ter controle sobre ele é como se ter o controle total, imaginem o tempo como uma estação acessível , o poder de ir ao futuro, o poder de voltar no passado, o poder de entender o que houve num determinado lugar, na hora certa quando exatamente aquele episódio fatídico se desenrolou e o mistério se estendeu pela falta da precisão investigatória, dominar o tempo seria um poder considerável, conhecer o futuro e evitar tragédias, fazer intervenções imediatas a um projeto de lei, provar, descordar, reprovar, tudo baseado no conhecimento adiqüirido na flexibilidade do tempo. Enfim uma linha de tempo pré estabelecida é exatamente a doutrina da predestinação, se tudo já estivesse escrito seria fácil ir e vir mas se tudo já estivesse escrito, seria possível rasurar a linha do tempo? Com certeza isso causaria os maiores desarranjos da história.
         Destarte , há de fato uma linha, assim porque o tempo é eterno, se é que o tempo existe,ele só pode ser eterno, não há como imaginar o tempo em que o tempo começou a existir e que tempo haverá depois que o tempo se for, sendo assim sempre houve tempo, se sempre houve um tempo, e se ele é eterno isso já é uma linha, ou seja a linha do tempo, agora a problemática é a partir de qual momento eu tenho interferência direta nele o tempo, eu só posso ter saudades do passado, fazer o presente e esperar o futuro.

Autor: Eleázer Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E SE JESUS FOSSE NEOPENTECOSTAL?

baseado nos escritos de Salomão